Tattoo, to do or not to do…

O tema é controverso. Há os que amam e os que abominam, há os que estão desejosos de fazer a próxima e há os que não entendem como é possível fazer algo ao corpo que fica para sempre… e não pode haver lugar a arrependimentos (bom, hoje em dia já há formas de contornar esta situação). Estou a falar de tatuagens. Faço parte da equipa dos que amam, acredito mesmo que é uma forma de arte e adoro ver uma tatuagem exemplarmente bem feita. Que fique claro que me faz impressão o corpo inteirinho tatuado, tipo mural, mas gosto de ver um braço vestido da mais “fina” tatuagem. Só não avancei com a(s) minha(a) por questões de Orçamento de Estado (não considero uma prioridade) mas está na minha wish list para 2013. Ah, e não gosto de asinhas banais, borboletinhas, diabinhos, e afins, gosto de uma tatuagem “em bom”, cheia de estilo e, de preferência, que mais ninguém tenha uma igual.

Advertisements

Your point of view!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: