Uma Champi? O que é isso?

Todos sabemos que uma massagem da cabeça aos pés faz maravilhas ao corpo e à alma. Isto é verdade, verdadinha.  Dorme-se melhor, a ansiedade e a fadiga vão embora, ficamos num estado de paz e sossego difícil de descrever e tudo nos parece mais simples. É quase como se colocássemos uns óculos com lentes cor-de-rosa e andássemos nas nuvens [pelo menos durante umas horas]. Há uns tempos, ofereceram-me um daqueles presentes d’ A Vida é Bela [bom, a vida era bela] com uma massagem Champi para experimentar. A primeira pergunta foi: o que é isso? Tratei de ir ao meu amigo Google e descobri que “a Champi é utilizada há milhares de anos na Índia e faz parte da tradição Ayurvédica, tanto na sua vertente estética como terapêutica. Feita ao nível dos ombros, nuca, orelhas, cabeça e face, a Champi estimula importantes pontos energéticos, aumentando a oxigenação e o fornecimento de nutrientes ao cérebro, melhorando ainda a circulação e contribui para o aumento da concentração e da memória e para a eliminação da fadiga provocada pelas tensões e pelo stress”. Pareceu-me muito bem e decidi marcar, ainda por cima porque no final tinha direito a um brushing ao meu cabelo. Que mais não fosse valia por isso. O único senão é que o spa a que tinha de ir ficava no fim do mundo e não fazia a menor ideia de como lá chegar. Sem GPS, pedi à Molly para vir comigo e, claro, perdemo-nos. [Pobre da Molly que nesse dia decidiu fazer-me companhia e levou com o meu mau humor até ao dito spa]. Levou meia hora – o tempo de estar deitada e já em terapia – para esquecer todas as chatices da minha vida. Bendita seja a massagem Champi e bendito o terapeuta que tinha umas mãozinhas de ouro. A pressão nas áreas do pescoço, ombros, cabeça, orelhas e face, em ritmos diferentes de massagem, os óleos, a música, fizeram maravilhas. Trinta minutos num ambiente tranquilizante, de olhos fechados e toques suaves na cabeça e uma mulher sente-se totalmente renovada. No final, percebe-se que o brushing não é um miminho, é mesmo uma necessidade. O cabelo fica completamente badalhoco [eu sei, não é uma palavra bonita, mas ilustra bem o que acontece e eu não quero esconder-vos nada!]. É, sem dúvida, uma experiência a repetir e que aconselho a toda a gente. Faz realmente bem!

Advertisements

3 comments

Your point of view!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: