Tinta quê?

 

Ando a pensar em mudar as paredes do hall de entrada (não de sítio, entenda-se) e aqui reside um grande problema. Ora, se moro há quase 5 anos numa casa sem candeeiros porque não consigo encontrar um que goste, ou melhor, a minha carteira é que não consegue encontrar, como é que eu vou ter capacidade de escolher uma tonalidade com a qual possa conviver diariamente? Não é fácil. Tenho pensado em tintas escuras a virar para os cinzas, os verdes azeitona, ou papéis de parede. A juntar a isto, reparei que tenho de me ver livre de umas manchas que começaram a aparecer na parede, junto ao rodapé. Por momentos achei que pudesse estar a ser desleixada, que tivesse, sem querer, chutado a parede mas depois apercebi-me que isso só poderia ter acontecido se eu tivesse chutado praí umas 50 vezes, tal era a quantidade de marcas que iam surgindo. Há dias desvendei o mistério: a minha gata usa a parede como rampa propulsora para fazer as curvas! Só a mim! Acho que o melhor mesmo é começar a pensar seriamente numa tinta preto xisto.

Anúncios

2 comments

Your point of view!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: