Qual Papel?

Todos nós temos um papel na vida. Não, não estou a falar do destino nem dessas chachadas todas de que nascemos com um caminho traçado, e tal e tal. O meu papel é genericamente adorável, feito de sentimentos genuínos, padrões com personalidade forte e cores reconfortantes, pintalgadas por elementos visuais elaborados e, até, inesperados. Eu diria mesmo que quando Nala desenvolveu a sua linha de estacionário sabia exactamente aquilo que eu quero dizer com esta conversa toda. A marca assina também objectos de decoração apaixonantes mas é na papelaria que me detenho neste post. Nala é original da Malásia e é na cultura malaia, chinesa e indiana que vai beber inspiração. Coloridos e intemporais, os conceitos criativos fazem-nos querer pôr tudo no papel, cada palavra, cada pensamento. Como eles próprios dizem “as palavras ditas voam, as palavras escritas permanecem”. Não posso concordar mais!

Advertisements

Your point of view!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: